The Braided Path I – The Weavers of Saramyr

Posted: Novembro 11, 2010 in Chris Wooding, Fantasia, Livro
Etiquetas:, ,

Saramyr um Império governado por um equilíbrio entre as famílias nobres e a Imperatriz do Sangue, Anais. Uma terra que aparenta riqueza e progresso mas que esconde uma realidade bem mais sombria. Uma nobreza há muito que se distanciou da população em geral considerando o povo como pouco mais que gado a ser explorado e conspira constantemente para suplantar a família imperial; A própria família imperial encontra-se dividida entre a Imperatriz reinante e o seu odiado, e impotente, consorte que rejeita a própria filha, Lucia, a Imperatriz Herdeira; sociedades secretas que recebem os “Aberrantes”, humanos com poderes especiais que deveriam ser mortos à nascença por tradição; movimentando-se nas sombras das famílias mais importantes, e com uma agenda desconhecida, estão os Tecedores, homens que trocaram a sua sanidade mental e saúde por poder mágico que usam para os objectivos da sua sombria Ordem; e uma misteriosa doença que afecta a própria Terra de Saramyr. Todos estes elementos vão encontrar a sua ligação nas personagems principais, a aberrante Kaiku e o monge Tane, que procuram vingança contra os Tecedores, e Lucia (a Imperetriz Herdeira) que só anseia por restaurar o equilibrio da Terra e dos espíritos.

A capa da versão Omnibus inglesa

Wooding cria, com alguma mestria neste livro um mundo com toques Orientais (Japão, fim do período medieval) em que a realidade social está rigidamente codificada e hierarquizada com toques mágicos ao introduzir os aberrantes (essencialmente mutantes perseguidos e odiados por quase todos) e os Tecedores. Para mim o problema com este cenário é que me faz lembrar muito (mesmo muito) o de Raymond E. Feist e Janny Wurts na sua trilogia do Império (uma sociedade feudal oriental socialmente rígida, sociedades secretas que operam à margem dos parâmetros normais e uma ordem de “magos” que são ao mesmo tempo párias sociais e detentores de grande poder indirecto). De tal forma vi semelhanças entre os dois mundos que por mais de uma vez dei por mim a comparar mentalmente os dois enquanto lia. Em última análise é alternativo o suficiente para ser algo original mas demasiado próximo do que já foi feito para marcar pontos.

A versão portuguesa

As personagens são outro ponto problemático já que frequentemente Wooding escolhe andar na linha divisória entre literatura juvenil e adulta sem nunca ficar muito claro a que público se estará a dirigir – para dar exemplos, as personagens são ao mesmo tempo imaturas demais para pensar nas suas acções como seria espectável mas pelos vistos adultas o suficiente para incluir alguma carga erótica mais ou menos gratuita (não se pense que estou a ser pudico; simplesmente as cenas pareciam ter sido metidas a martelo no livro). Outro ponto negativo dentro do desenvolvimento das personagens foram as divisórias morais demasiado claras criadas entre vilões e heróis que pura e simplesmente remeteriam para o género juvenil se algumas personagens (como a aberrante Asara) não criassem algumas dúvidas (mais uma vez parece que o autor não é capaz de escolher um estilo de forma clara).   

Apesar destas falhas e de uma narrativa algo linear o livro consegue ir desenvolvendo a história acção bem o suficiente para nos manter presos e mesmo proporcionar algumas pequenas surpresas aqui e ali. Não foi uma leitura desagradável mas fico com dúvidas se voltarei ao mundo de Saramyr.

Nota: 6/10

[em Portugal o livro dá pelo nome de “Tecedores de Saramyr” e está editado pela Editorial Presença]

Anúncios
Comentários
  1. […] – The Braided Path I – The Weavers of Saramyr – Chris Wooding (Manuscritos Malditos) […]

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s